A importancia da flexibilidade e alongamento para a corrida.

070422-N-5215E-002Alongamento e flexibilidade significam a mesma coisa? Ainda existe muita polêmica em relação a este assunto.

O que quero deixar claro aqui é que alongamento e flexibilidade são coisas diferentes. A flexibilidade é a maior amplitude de movimento que as articulações do nosso organismo conseguem realizar. O alongamento é uma das ferramentas que usamos para conseguir manter ou aumentar a nossa flexibilidade.

É inquestionável que um atleta que tem uma flexibilidade adequada tem uma melhor biomecânica e, por conseqüência, menor risco e incidência de lesões.

O atleta que tem boa flexibilidade tem uma passada mais larga e uma pisada mais correta não contrai músculos sem necessidade exagerada. Desta forma, ele terá menores chances de desenvolver problemas e desvios posturais.

Para gozar de todos os benefícios de uma boa flexibilidade é imprescindível a realização de exercícios de alongamento. Mas, ainda existe muita controvérsia em relação ao momento em que estes exercícios devem ser realizados em um treino de corrida.

Estudos mostram que se o alongamento for realizado antes do treino, ocorre um relaxamento demasiado na musculatura do atleta, ocasionando perda de eficiência da contração e do gesto esportivo. Concordo em parte com esta afirmação. Explico: O alongamento realizado com exercícios estáticos por mais do que 30 segundos são capazes de gerar este relaxamento. Entretanto, os exercícios que têm a duração inferior a este tempo agem mais como um “aquecimento” do músculo a ser utilizado.

Também existem estudos que mostram que se o alongamento for realizado depois do treino, com a musculatura já fatigada e super aquecida, proporciona uma chance maior de lesões. Concordo também em parte, pois o alongamento realizado no pós treino tem que ser suave, com o objetivo de relaxar a musculatura cansada. Deve ser feito no limite da dor, e segurar por até 30 segundos. Mais do que este tempo, existe o risco mencionado acima.

Se os atletas tiverem uma orientação adequada em relação ao alongamento, acredito que seu desempenho e saúde não serão prejudicados. Acredito ainda que o atleta de corrida deve realizar um treino para manter ou aumentar sua flexibilidade, em horários diferentes de seu treino principal, de seu treino de corrida.

Desta forma, o atleta poderá se concentrar em alongar um músculo específico e segurar o exercício por maior tempo, fazendo um movimento de amplitude maior do que de costume, visando conseguir todos os benefícios do alongamento. (vide box).

Benefícios do Alongamento:

  • Aumentar seu alcance de movimento, melhorando o desempenho e tornando a corrida mais confortável;

  • Favorecer o funcionamento dos músculos e o comprimento da pisada;

  • Permitir uma transição relaxante ao final do treino;

  • Relaxar os músculos que foram muito exercitados.

*** Fonte: “Guia de Prevenção e Tratamento de Dores e Lesões” – Dagny Scott Barrios***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: